Translate

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Santidade: vontade de Deus para seus filhos (I Ts 4:4)

   "que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo em santificação e honra".
   Paulo fundou a igreja de Tessalônica em sua segunda viagem missionária (At 17:1-10). Na cidade de Tessalônica havia uma comunidade judaica e uma sinagoga, lugar onde os judeus se reuniam aos sábados para estudar a Palavra de Deus, e é ali que Paulo se reúne com os judeus durante três sábados, demonstrando e expondo através das Escrituras que convinha que o Cristo padecesse e ressuscitasse dos mortos: "E este Jesus, que vos anuncio, dizia ele, é o Cristo" (At 17:2).
   Alguns deles creram e ajuntaram-se com Paulo e Silas (AT 17:4), tendo início a igreja dos tessalonicenses. Mas alguns judeus, movidos de inveja, incitaram uma multidão e alvoroçaram a cidade contra Paulo e Silas (At 17:5,8).Devido à intensa perseguição, Paulo não pôde dar continuidade ao seu trabalho e à estruturação dessa recém iniciada igreja (At 17:10), deixando essa incumbência a Timóteo (ITs 3:1,2).
   Assim, a primeira carta de Paulo aos Tessalonicenses, foi escrita para dar base a uma igreja nova na fé e dá instruções práticas de como convém viver de modo a agradar a Deus.
   No capítulo 4:1-8, fala sobre a santificação.
   Santificação

  • A santificação é a vontade de Deus (v.3) e é uma progressão espiritual operada pelo aprendizado da Palavra de Deus:"...para que continueis a progredir cada vez mais; porque bem sabeis que mandamentos vos temos dado pelo Senhor Jesus" (vv1,2). A observância da Palavra de Deus produz um viver de acordo com a vontade de Deus.É através das Santas Escrituras que chegamos ao conhecimento da verdade e alcançamos renovação do nosso entendimento e, assim, somos transformados para experimentar a perfeita vontade de Deus (Rm 12:2).
  • Deus nos chama para a santificação e nos dá os meios pelos quais podemos alcançá-la:o Espírito Santo (v.8)que produz o fruto do Espírito em nós (características de um viver santo):"Mas o fruto do Espírito é:caridade (amor), gozo, paz, longanimidade (paciência), benignidade(que faz o bem,benévolo), bondade, fé, mansidão, temperança (domínio próprio)" (Gl 5:22) ;e a sua Palavra:"Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade" (Jo 17:17).
   Santidade fala sobre separação do mundo e de tudo que não está de acordo com a vontade de Deus, é uma consagração genuína de todo nosso ser ao serviço, louvor e exaltação do nome de Deus. 
   Precisamos de santidade porque:
  1. Não é uma escolha, é uma exigência da parte de Deus:"Porque não nos chamou Deus para a imundícia, mas para a santificação. Portanto, quem despreza isto não despreza ao homem, mas,sim, a Deus, que nos deu também o seu Espírito Santo" (vv.7,8). Desprezar a esse apelo é desprezar ao próprio Deus.
  2. A santificação traz manifestação do poder de Deus:"Santificai-vos, pois amanhã fará o Senhor maravilhas no meio de vós" (Js 3:5).
  3. Sem santificação não veremos a Deus:"Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor"(Hb 12:14).

     Embora o termo "santidade" tenha desaparecido de alguns púlpitos nos dias atuais, dando lugar à pregações triunfalistas,a  Bíblia deixa claro para nós a necessidade de um viver santo:"mas,como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda vossa maneira de viver,porquanto escrito está: Sede santos, porque eu sou santo" (I Pe 1:15,16).Mesmo que em alguns lugares não se dê a devida ênfase, não podemos fugir dela:"Todavia, o fundamento de Deus fica firme, tendo este selo:O Senhor conhece os que são seus, e qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniquidade" (II Tm 2:19). Deus conhece os que pertencem a ele e os que são dele apartam-se do pecado, ou seja buscam santificar-se.
Até.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adorei sua visita! Deixe seu comentário!