Translate

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Meu corpo,morada do Espírito Santo

Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? (I Co 6:19)
   O Espírito Santo é a terceira pessoa da trindade. Não é mera influência ou poder. Ele é divino como o Pai e o Filho. Quando falamos no Espírito Santo, é preciso entender que não há separação na trindade, assim como também não há uma hierarquia, onde um seja mais ou menos importante do que o outro. Não são três deuses, é um só Deus, uma só substância, mas que subsiste em três pessoas distintas. Há uma perfeita comunhão e harmonia entre os três de forma que não podemos pensar em uma atuação que seja só do Pai, ou só do Filho ou só do Espírito Santo, mesmo quando, biblicamente, vemos uma maior percepção de um dos componentes da trindade, é preciso compreender que ali estão os três atuando em conjunto. Um exemplo disso é a obra da salvação, o Filho se tornou carne, morreu, ressuscitou para nos levar de volta ao Pai, e o Espírito Santo convence do pecado, da justiça e do juízo (Jo 16:7,8). A salvação é efetivada pelos três. Na salvação o Espírito Santo conduz o homem a Cristo e opera nesse homem o processo da santificação (Rm 8:9).
   Como templo do Espírito Santo, nosso corpo deve ser preservado. A Bíblia nos manda resistir ao Diabo,mas, ao mesmo tempo, nos manda fugir da prostituição (uso degradante de alguma coisa), porque é mais forte do que nós. Um exemplo disso é Sansão que, mesmo com toda a sua força, foi levado à ruína por causa da sua fraqueza (Jz cc 13-16).
   Enquanto vivermos nesse mundo sofreremos pressões do mundo. A palavra "mundo" (grego Kosmos) refere-se ao sistema de vida que rege a sociedade, sistema esse que se opõe a Deus e à sua vontade. A sociedade atual traz as marcas da extravagância, da sensualidade, da vaidade excessiva. Há uma supervalorização do externo em detrimento do interno, ou seja, desde que a embalagem seja bonita o conteúdo não é importante.
   A Bíblia deixa claro que o interior  deve ter primazia:

"A beleza delas não seja o exterior, no frisado dos cabelos, no uso de jóias de ouro, na compostura de vestes. Ao contrário, esteja no ser interior, que não perece, beleza demonstrada num espírito dócil e tranquilo, o que é de grande valor para Deus" (I Pe 3:3,4 - NVI)

   Esse texto foi (e é ) muito usado como proibição às mulheres, como base para o legalismo. Muita coisa foi proibida tendo por base esse texto (e outros também), mas Pedro não está proibindo as mulheres de usar roupas bonitas, de arrumarem os cabelos ou de usarem joias, ele está simplesmente enfatizando que tudo isso não pode ser o foco, o fim. O exterior não pode ocupar o lugar de prioridade, pois Deus valoriza o que somos não o que parecemos ser (embora reputação também seja importante para o cristão) (I Sm 16:7).
   Jesus nos compara ao sal da terra (Mt 5:13a;14a) e, nos tempos bíblicos, o sal não era encontrado com facilidade, atribuindo-lhe maior valor e importância. No versículo 13 Jesus fala sobre o "sal insípido", ou seja, o sal que estragou e não salga mais.
   Há atitudes e comportamentos que podem afetar nossa pureza e santidade, tornando-nos um sal sem sabor, um crente sem testemunho de vida cristã. Nossas escolhas definirão quem nós somos. Se escolhermos semear na carne, colheremos corrupção, mas se semearmos no Espírito, a vida eterna será o resultado final (Gl 6:8).
   Exemplos de más escolhas:

  • Diná saiu das suas tendas, do lugar de segurança levada pela curiosidade e lá foi desonrada (Gn 34:1,2);
  • Amnom se deixou levar por um desejo carnal e passageiro e destruiu a vida de Tamar (II Sm 13);
   Nos seus ensinos, Jesus deixa claro que há um preço a ser pago e esse preço é "tomar a cada dia a sua cruz" (Lc 9:23). Isso não significa abrir mão de nossa humanidade, nos tornar seres incorpóreos, antes significa assumir o compromisso de seguir a Cristo com renúncia às obras da carne, rejeitando tudo que desagrada a Deus. Mas há também recompensa para os que guardam a palavra de Deus:
"Jesus respondeu e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele e nele faremos morada" (Jo 14:23).
Até.

Um comentário:

  1. Linda, linda, linda mensg. Parabéns! Muito tocante na minha alma.

    ResponderExcluir

Adorei sua visita! Deixe seu comentário!