Translate

sábado, 15 de março de 2014

A pérola



   "O Reino dos céus é como um tesouro escondido num campo. Certo homem, tendo-o encontrado, escondeu-o de novo e, então, cheio de alegria, foi, vendeu tudo o que tinha e comprou aquele campo.
   O Reino dos céus também é como um negociante que procura pérolas preciosas. Encontrando uma pérola de grande valor, foi, vendeu tudo o que tinha e a comprou" (Mt 13:44-46).
   Aqui temos o nosso glorioso evangelho comparado com um tesouro escondido. Pessoas que vivem em países que temem invasões são geralmente forçadas a esconder suas riquezas. Do Japão veio a história de uma família que faz exatamente isso.
   Durante as gerações seus antepassados foram mergulhadores que colhiam pérolas. Sempre havia uma emoção ao abrir uma ostra e examinar seu conteúdo. Para um olhar sem treinamento, muitas das pérolas que encontravam pareciam ser "de grande valor". Mas os treinados apontavam as imperfeições: uma mancha aqui, uma aspereza ali, oblonga demais, e assim por diante, as pérolas eram trazidas à superfície e examinadas. Então um dia o filho mais velho da família achou um lençol incomumente rico de ostras. Ficou tempo demais lá embaixo e, logo depois, morreu. Mas trouxe consigo uma ostra contendo a pérola mais perfeita que a família já havia visto. Finalmente eles haviam obtido sua pérola de grande valor, mas ela lhes havia custado um filho. A família foi para os Estados Unidos e a Segunda Guerra Mundial explodiu. Durante o período em que estiveram em um campo de concentração, a pérola ficou escondida. Quando foram soltos, sabiam que havia chegadoo momento de vender o tesouro. A pérola foi avaliada, mas no dia em que o comprador veio buscá-la, o pai da família explicou que haviam tomado uma nova decisão. A pérola não tinha preço; nenhuma quantia em dinheiro poderia compensá-los da morte de seu filho!
   O evangelho também é um tesouro, grande parte do qual esteve oculto no Antigo Testamento, e que depois foi revelado quando Deus deu o seu filho. O Filho que ele sacrificou não tinha preço, por isso a salvação não pode ser comprada. Nada pode comprá-la e ninguém pode merecê-la. Ela só pode ser obtida como um presente.
   Esta pequena e emocionante parábola compara Cristo com a preciosa pérola, que podemos possuir por meio da fé nele. Chegou a hora de refletir sobre o tesouro que se torna nosso quando aceitamos o presente de Deus, o tesouro de vida e verdade, o qual temos certeza de que não tem preço.

(Sarah Jepson Coleman - Texto extraído da Bíblia Devocional da Mulher NVI)

Paz e até.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adorei sua visita! Deixe seu comentário!