Translate

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Apontamentos


   "O bom senso é a coisa do mundo melhor partilhada, pois cada qual pensa estar tão bem provido dele, que mesmo os que são mais difíceis de contentar em qualquer outra coisa não costumam desejar tê-lo mais do que o têm. E não é verossímil que todos se enganem a tal respeito; mas isso antes testemunha que o poder de bem julgar e distinguir o verdadeiro do falso, que é propriamente o que se denomina o bom senso ou a razão, é naturalmente igual em todos os homens; e, destarte, que a diversidade de nossas opiniões não provém do fato de serem uns mais racionais do que outros, mas somente de conduzirmos nossos pensamentos por vias diversas e não considerarmos as mesmas coisas. Pois não é suficiente ter o espírito bom, o principal é aplicá-lo bem. As maiores almas são capazes dos maiores vícios, tanto quanto das maiores virtudes, e os que só andam muito lentamente podem avançar muito mais, se seguirem sempre o caminho reto, do que aqueles que correm e dele se distanciam." (René Descartes)

    Li esse trecho de 'O Discurso do Método' (Os Pensadores) e achei muito interessante.               
    Primeiro, porque sempre pensamos ter bom senso suficiente e que não precisamos de mais nenhum estoque dele na nossa vida. 
    Segundo, não há pessoas mais ou menos racionais do que outras, há apenas considerações diferentes, pensamentos criados a partir de visões diferentes e que são considerados verdadeiros por quem os pensa. Uma mesma situação será sempre contada de modos diferentes por cada pessoa que o presenciou. Não sou relativista, mas o ser humano tem a tendência de sempre querer defender sua própria verdade.
    Terceiro, os pensamentos e ideias considerados errôneos não são fruto da incapacidade de raciocinar e nem sempre se deve a uma má intenção, pois mesmo pessoas cheias de boa intenção podem criar ideias 'tortas'. A boa intenção deve ser bem aplicada para que consiga produzir coisas boas. 
     Quarto, ninguém é tão perfeito que nunca erre. Mesmo as pessoas mais virtuosas podem acabar cometendo graves erros.
     Quinto, é melhor ter calma, paciência e perseverança, mas continuar seguindo em direção ao objetivo traçado, do que ter pressa e errar o alvo.


Até.
   

2 comentários:

  1. Todos nós somos falhos o único que não falhou foi o nosso Senhor Jesus Cristo Ele é o maior exemplo para a humanidade, Fernanda sou do agenda dos blogs já estou seguindo o seu blog, convido você para conhecer o meu se gostar fique por lá também, beijos.
    http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Lucimar. O Senhor Jesus não falha e nunca falhará. Beijos.

      Excluir

Adorei sua visita! Deixe seu comentário!